Notícias
Entrevista
Editorial
Video
Seniors Brasil
Home » News, Notícias

Djokovic, o exterminador, é tricampeão do Aberto da Austrália

Enviado por - 29 de janeiro de 2012 – 12:37Nenhum Comentário

Foto: AP

Melbourne/Austrália – O sérvio Novak Djokovic confirmou neste domingo a fama de exterminador do espanhol Rafael Nadal.

Em partida fantástica, onde ambos jogaram com muita determinação, Djokovic superou o rival ao marcar 3 sets a 2, parciais de 5/7, 6/4, 6/2, 6/7(5) e 7/5 em partida que teve 5h53min de duração.

A decisão do Aberto da Austrália 2012 entra para o livro de recordes com a mais longa da história em um evento de Grand Slam.

Djokovic conquistou pela terceira vez o título em Melbourne. O sérvio marcou a 7ª vitória consecutiva diante de Nadal, um feito inimaginável há um ano quando o espanhol era líder do ranking e vencia os principais torneios com relativa facilidade.

Djokovic também igualou o feito de Rod Laver, André Agassi, Roger Federer e de Nadal ao disputar por três vezes seguidas um evento de Grand Slam.

O jogo
O primeiro set já dava mostras que o jogo seria muito disputado. Nadal conquistou uma quebra no quinto game e abriu 3/2. O espanhol mandou no placar até o oitavo game, quando Djokovic devolveu a quebra de serviço. Com muitos erros, o número 1 do mundo, teve novamente o seu serviço quebrado e na sequência o espanhol sacou com eficiência e fechou o a primeira parcial em 7/5.

Djokovic voltou para o segundo set determinado e mudar o rumo das coisas. Muito agressivo, ele começou a movimentar o adversário de um lado para outro. A quebra se concretizou no quarto game e o sérvio marcou 3/1. No oitavo game, Djokovic vacilou e Nadal voltou para o jogo. No game seguinte porém, Nadal não aproveitou-se da chance que teve, depois de muita disputa, o sérvio acabou beneficiado por uma dupla falta do espanhol e fechou a segunda parcial em 6/4.

O terceiro set começou com Djokovic tentando encurtar os pontos. Ele procurava definir o quanto antes as jogadas e a tática deu certo logo no quarto game. Em vantagem, o sérvio continuou pressionando e ao final levou o set em 6/2.

No  quarto set, ambos mantiveram seus games de serviço. No oitavo game, Djokovic teve três chances de quebrar o serviço do espanhol, que com saques precisos e bolas bem firmes e fundas escapou de todas as dificuldades e empatou em 4/4. Tão logo o game acabou, Nadal gesticulou para o arbitro de cadeira que estava chovendo. A partida foi interrompida por 10 minutos, até que o teto retrátil fosse fechado, neste interim ambos foram para o vestiário. No retorno, ambos mantiveram seus serviços e a decisão do set foi para o tie-break.
No desempate. Djokovic esteve a dois pontos de fechar. Ele abriu 5/3. De forma espetacular, o espanhol reagiu e marcou quatro pontos consecutivos. Djokovic decidiu o tie-break ao tentar uma cruzada e colocar a bola para fora. Nadal comemorou muito, ajoelhou-se e vibrou demais.

O quinto set foi o mais dramático. Neste momento a maioria do publico apoiava Nadal.  O sérvio caiu de rendimento no sexto game. Sempre atento, Nadal não perdeu tempo e abriu vantagem. No game seguinte, o espanhol deixou escapar uma chance de ouro. Djokovic mostrou poder de reação e a partida ficou empatada em 4/4. No décimo primeiro game. Nadal errou uma bola incrível e teve o serviço quebrado. Em seguida, Djokovic sacou com muita determinação e com um excelente golpe de aproximação, entrou na quadra e definiu o jogo com uma bola angulada. Ato continuo ele se jogou ao chão e comemorou efusivamente, por alguns segundos. Depois, levantou-se, abraçou Nadal, e na sequência arrancou a camisa e comemorou com a sua equipe.

Luiz Fernandes

Deixe um comentário!

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter