Notícias
Entrevista
Editorial
Video
Seniors Brasil
Home » Notícias

Instituto Tênis aperfeiçoa treinamento de seus atletas

Enviado por - 9 de janeiro de 2012 – 20:4615 Comentários

Foto: Divulgação

Com objetivo de formar futuros profissionais e campeões, IT busca ajuda científica no desenvolvimento de seus atletas

Depois de um mês de férias, os tenistas do Instituto Tênis começam nesta segunda-feira, dia 09, no Centro de Treinamento Itaú, em Alphaville, São Paulo, os treinos para início da temporada 2012. O objetivo desses atletas, com idades entre 12 e 18 anos, é se tornar profissional. E para chegar lá, eles passam a contar este ano com uma ajuda decisiva. Todos estão sendo submetidos a uma minuciosa avaliação, que revela a característica física, mental, nutricional e técnica de cada um. Com base nesses dados, a equipe multidisciplinar do IT vai poder desenvolver um treinamento específico para cada atleta, visando o alto rendimento dentro dos limites genéticos de cada um.

A avaliação está sendo feita a partir de uma parceria selada com o Núcleo de Alto Rendimento (NAR), um laboratório de análise com equipamentos capazes de medir parâmetros individuais. Com sede em São Paulo, os profissionais do NAR, dirigido por Irineu Loturco Filho, colhem dados objetivos como velocidade, força, tempo de movimento e outros parâmetros imperceptíveis a olho nu. “Com base nesses resultados, que são passados para os treinadores, será possível desenvolver um treinamento específico, aperfeiçoando as habilidades e trabalhando para superar as deficiências de cada atleta”, explica Mark Caldeira, formado em Educação Física e Coordenador do Núcleo de Ciências Aplicadas da Confederação Brasileira de Tênis (CBT).

Tenistas profissionais como Thomaz Bellucci, Thiago Alves, Tiago Monteiro, Bruno Santana, Guilherme Clezar, Bruno Soares, também já passaram pela avaliação no NAR. “Os dados que conseguimos obter com essa avaliação vão nos ajudar a tornar cada atleta mais potente, mais rápido e até mais forte, sempre respeitando a fase que cada um está vivendo”, explica Mark. Segundo ele, esse é um passo importante para que o Brasil não perca mais atletas com potencial para se tornar um Rafael Nadal, por exemplo, por terem sido exigidos demais quando ainda eram juvenis e, ao atingirem o profissionalismo, já estão “se aposentando” fisicamente.

Cristiano Borrelli, diretor do Instituto Tênis, reconhece a importância desse tipo de informação para seus atletas. “Como trabalhamos com tenistas em formação, com idades entre 12 e 18 anos, esses dados vão nos ajudar a desenvolver melhor a coordenação motora, o amadurecimento emocional e o aperfeiçoamento técnico de maneira individual em nossos atletas, sempre respeitando o limite de cada um, para que amanhã eles sejam profissionais campeões”, ressalta Cristiano. E acrescenta: “Esse é o nosso papel, criar a melhor estrutura para que os nossos atletas possam focar no trabalho dentro da quadra e permitir que todos possam otimizar seus potenciais”.

Crédito Foto/Divulgação

Legenda – André Ponce durante a realização de um dos testes no laboratório do NAR (Núcleo de Alto Rendimento), em São Paulo

Assessoria de Imprensa/Valéria Corbucci

15 Comentários »

  • Bernardo Cancado disse:

    Boa Tarde,
    Gostaria de saber como o atleta infanto-juvenil pode ter acesso ao Instituto de Tênis, locais, acessos e contato. Tenho um filho de 11 anos,tenista , que tem aspirações competitivas e gostaria de entrar em contato para uma avaliação. Desde de já grato.

  • Markus disse:

    tenho um filho de 16 anos,tenista, que almeja grandes objetivos no tênis e gostaria de saber como é que eu faço pra ter contato com o IT pra ele fazer um teste por favor…

    grato…

  • Sônia M. M. Peixoto disse:

    Boa tarde, tenho dois filhos de 10 anos e 12 anos, que treinam tênis aqui em Arujá, gostaria de saber como faço para ter acesso a avaliação e ao centro de treinamento. Obrigada pela atenção inicial Sonia

  • Gustavo Sica disse:

    Tenho um filho de 3 anos e meio, e ele insiste que quer começar a fazer aula de tênis. Já procurei alguns professores e sou desencorajado, pois falam que ele deve esperar os seis anos de idade. Tenho visto alguns centros de treinamento no Brasil e nos USA e percebi que sempre começam apartar dos 11/12 anos. Devo esperar os 6 anos para começar as aulas do meu filho, devo esperar ainda mais e encoraja-lo a treinar somente com 11 anos, fico um pouco perdido… Eu comecei aos 8 anos e não vendo um progresso rápido acabei desestimulado e indo para o Squash aos 16 anos, só voltando ao tênis aos 33 anos de idade.
    Desde já obrigado pela ajuda.

    • Fernandes disse:

      Gustavo.
      Aos três anos a criança sonha com muita coisa, mas é necessário muito cuidado para o início da pratica de esportes. De forma lúdica, não vejo problemas em estimulá-lo. Tênis, como todo esporte de competição exige disciplina, determinação e muita paciência para o aprendizado e evolução.
      Vou passar as suas dúvidas para o professor Luciano Lima que te dará maiores informações sobre o assunto.
      Obrigado por acessar o Tênis Virtual.
      Forte abraço!

      • Fernandes disse:

        Gustavo o professor Luciano respondeu a você por e-mail, mas como podem haver outros pais com a mesma preocupação, segue a resposta:
        Olá Gustavo

        A criança nesta idade ainda tem que desenvolver habilidades de coordenação, equilíbrio e todas as noções de tempo e espaço. Para simplificar e não entrar em todos os detalhes físicos, psicológicos e fisiológicos indico que coloque ele em escolinhas de esportes, pois ira começar a aprender de forma lúdica (como o Luiz Fernandes comentou) vários esportes especialmente as regras e as formas de ganhar e perder.
        Um esporte que poderá fazer em paralelo com a escolinha caso não ofereça é a natação, irá desenvolver a coordenação e resistência.
        E ele com uma raquete pequena, uma bola de espuma ou ate mesmo uma bexiga na mão não terá preço e nenhum professor consegue ser melhor que você Pai. Não precisa ensinar o que é forehand ou backhand, topspin, slice, tie brake, match point…….a criança vai aprender brincando. Brinque com ele, somente brinque.

  • Marcus disse:

    Parabéns aos membros desse instituto. O biotipo parece influenciar nos jogos, eu não jogo tênis ainda, mas vou jogar para ter uma noção real do jogo.

    Novamente, parabéns.

    Marcus.

  • Hercules disse:

    Meu filho de 17 anos esta se dedicando muito ao tênis. No entanto começou tarde, aos 14 e treina para alto rendimento há pouco mais de um ano. Há como fazer uma avaliação dele com vocês como a que esta matéria apresenta?

  • jean disse:

    gostaria de saber como posso fazer minha inscrição no Instituto Tênis

  • Ernani Pedretti disse:

    Continuando…gostaria que os senhores comentacem sobre a análise técnica de minha neta Thaisa Grana Pedretti…acredito que uma publicação da evolução dela seria interessante para o norte dos pretendentes a alcançar os píncaros da “glória”

Deixe um comentário!

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter