Notícias
Entrevista
Editorial
Video
Seniors Brasil
Home » Notícias

Brasil fecha participação na Fed Cup vencendo a Bolívia

Enviado por - 11 de fevereiro de 2017 – 21:401 Comentário
Foto: Jaime Lopez/ITF

Foto: Jaime Lopez/ITF

Luisa Stefani fez sua estreia em simples com vitória e Gabriela Cé confirmou Brasil no Zonal I

Metepec (MEX) – O Time Correios Brasil encerrou neste sábado a sua participação no Zonal Americano I da Fed Cup com vitória por 2 a 0 diante da Bolívia para se manter no primeiro zonal da competição na próxima temporada.

O capitão Fernando Roese promoveu a estreia da jovem paulista Luisa Stefani em simples para enfrentar a boliviana Maria Fernanda Alvarez Teran e a brasileira conseguiu sair com a vitória apesar de o nervosismo a ter atrapalhado um pouco no terceiro set, fechando com 6/4 6/7(0) 7/6(3).

“Eu estava bem motivada para esse jogo, ontem o Fernandão falou que talvez precisasse de mim para a simples e a dupla, então estava pronta, todos os dias eu estava pronta para jogar e hoje foi o dia. Felizmente consegui ganhar o jogo, foi um jogo duro, tive que lidar com bastante emoção, mas fiquei muito animada. Representar o Brasil foi um prazer bem grande, ainda mais a minha primeira vez aqui, foi muito especial”, afirmou Stefani.

“Aprendi muito essa semana de várias formas e acho que o tênis universitário, com o fato de jogar por um time, me ajudou, ainda mais hoje nos momentos de pressão, quando não joguei tão bem, mas consegui sair com a vitória”, completou a novata da equipe.

Gabriela Cé entrou em quadra precisando da vitória para confirmar a permanência do Brasil no Zonal Americano I e conseguiu se sair bem contra a boliviana Noelia Zeballos, vencendo com duplo 6/3.

“Hoje era tão tenso quanto jogar a final, porque são os dois extremos, um é lutar para subir para o Playoff e outro é para permanecer no Zonal. Era uma responsabilidade bem grande que a gente tinha e o fato de a Lu ter ganho o jogo dela foi determinante porque se ela tivesse perdido poderia ser dramático o segundo jogo e eventualmente uma dupla. Me deu uma tranquilidade muito grande para entrar em quadra e realizar o meu trabalho”, afirmou Cé.

Desfalcado de duas de suas principais tenistas, o Brasil teve confrontos equilibrados, mas acabou perdendo nos detalhes em disputa contra a Colômbia, a Argentina e o Chile, sempre tendo chances de vencer as partidas, mas as derrotas acabaram por colocar o time do capitão Fernando Roese na disputa para permanecer no primeiro Zonal em 2017.

“O nível das equipes estava muito parelho e assim como jogamos contra o rebaixamento, a gente poderia ter jogado pelo terceiro lugar. Escapou em alguns jogos muito em função de detalhes. A Teliana fez um esforço muito legal, como capitão fiquei muito feliz com a presença dela por tudo o que representou para o tênis do Brasil. Ela ter vindo participar da equipe foi uma consideração muito grande, ainda mais sabendo que a Paula não quis jogar e a Bia por lesão não veio. Só a presença dela faz a diferença para a gente, mas alguns jogos escaparam”, afirmou Roese.

“A Gabriela hoje segurou a onda, veio a semana inteira sofrendo um pouco com os jogos, mas em termos de experiência foi muito bom. A equipe teve que se superar muito e perdemos nos detalhes, o fator muito positivo aqui foi a presença da Carol e da Luisa, que já mostra uma renovação, as duas tiveram a chance de jogar, a Carol e a Luisa na dupla, e hoje a Luisa na simples em um momento muito delicado. Ela tem um jogo que favorece ela nessas condições e isso foi determinante na escolha por ela jogar. Ela sentiu um pouco, ficou nervosa, poderia ter ganhado o terceiro set um pouco mais fácil, teve três match points antes do tiebreak mas segurou a onda no final”, analisou o capitão sobre a disputa.

Roese finalizou enfatizando o lado positivo da equipe em termos de experiência e lembrou que o resultado final alerta para que o tênis feminino tenha uma maior atenção na formação de mais jogadoras.

“Foi uma experiência muito boa, principalmente para elas que estão entrando agora e um aprendizado grande para a Gabriela de jogar como titular, acho que a gente tem que tirar desse momento difícil as coisas boas. Logicamente é um alerta para a gente pensar e ver mais meninas no nosso tênis feminino que está tão fraco já faz algum tempo, para a gente conseguir fazer alguma coisa melhor”, finalizou o capitão.

O Time Correios Brasil na Fed Cup foi formado pelas tenistas Teliana Pereira, Gabriela Cé, Carolina Meligeni Alves e Luisa Stefani, além da comissão técnica do capitão Fernando Roese, a fisioterapeuta Claudia Tamachiro e o chefe da delegação Paulo Moriguti.

Juliana Pamplona / Rubens Lisboa

1 Comentário »

Deixe um comentário!

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter