Notícias
Entrevista
Editorial
Video
Seniors Brasil
Home » News

Thiem derrota Carreño Busta e conquista Rio Open pela primeira vez

Enviado por - 26 de fevereiro de 2017 – 21:21Nenhum Comentário
Foto: Fotojump

Foto: Fotojump

Austríaco, número 8 do mundo, vence ATP 500 no saibro, seu oitavo título da carreira

O austríaco Dominic Thiem, 8º. colocado no ranking mundial e cabeça-de-chave número 2, venceu o espanhol Pablo Carreño Busta, cabeça 4 e 24º. na ATP, neste domingo, por 2 sets a 0, com parciais de 7/5 e 6/4, em 1h34min de jogo e conquistou pela primeira vez na carreira o Rio Open apresentado pela Claro.

Foi o oitavo título de Thiem como profissional, o primeiro de um ATP 500 no saibro. Com a vitória o tenista da Áustria recebeu premiação de R$ 976.128, e vai somar 500 pontos no ranking. Thiem entrou para a lista dos campeões do Rio Open, que em sua quarta edição coroou o terceiro campeão top 10. Rafael Nadal, número 1 do mundo venceu em 2014, David Ferrer, número 9 ganhou em 2015 e Thiem se consagrou neste domingo.

Aos 23 anos, o austríaco já havia vencido um ATP 500, mas na quadra dura, em Acapulco-2016. O título no Rio Open é o primeiro dele nesta temporada. “Esse torneio é especial, estou muito feliz por vencer aqui. Foi uma honra jogar a final diante de Guga, um dos maiores campeões da história do tênis no saibro. Espero voltar no ano que vem, sem jogar um torneio antes ou depois, para curtir mais a cidade e o carnaval. Não tive tempo de fazer muitas coisas no Rio, mas vi o carnaval do hotel e foi impressionante a quantidade de pessoas nas ruas”, disse o simpático jogador, que vestiu uma camisa de futebol do Brasil para receber o troféu criado pelo designer de jóias Antonio Bernardo, das mãos do ídolo Gustavo Kuerten, tricampeão de Roland Garros e ex-número 1 do mundo.

O tenista austríaco, que conquistou o primeiro troféu como profissional aos 21 anos – o ATP 250 de Nice-2015 -, entrou para o seleto grupo dos top 10 no ano passado, após conquistar quatro títulos e alcançar a semifinal de Roland Garros. Semifinalista do Rio Open-2016, Thiem já venceu nomes como do suíço Roger Federer e de Nadal, e busca alcançar objetivos mais altos na carreira. “Gostei como joguei esta semana, me sinto à vontade no saibro. Quero fazer uma boa temporada nos torneios de quadras rápidas, depois me manter assim na temporada europeia do saibro, e principalmente em Roland Garros” disse o jogador.

Thiem entrou na final contra Carreño Busta com a mesma firmeza dos outros jogos, mas encontrou um rival embalado pelo título da chave de duplas conquistado no dia anterior. O espanhol quebrou o saque do austríaco, abrindo 3 a 2, teve a chance de ampliar, mas o austríaco deu o troco e se manteve vivo. A partida, com longas trocas de bolas, seguiu equilibrada e Carreño Busta desperdiçou a chance de levá-la para o tiebreak. Com golpes fortes e precisos nos cantos, Thiem forçou erros do espanhol, quebrou o serviço dele de novo, e fechou o primeiro set por 7/5.

Carreño Busta não desanimou e seguiu incomodando Thiem no segundo set. Chegou a subir à rede algumas vezes com sucesso, mas a maior consistência do austríaco o fez abrir 4 a 2. O espanhol deu o troco e fez 4 a 4. Thiem confirmou seu saque e mostrou sua superioridade para fechar no 6/4 com mais uma quebra. O austríaco conquistou o título sem perder um set no torneio.

Mesmo derrotado na final, Carreño Busta comemorou a semana no Rio, com um título de duplas e o vice-campeonato nas simples. “Foi uma semana incrível. Provei que tenho nível para enfrentar os melhores tenistas do circuito. Estou vivendo meu melhor momento na carreira”, disse o jogador de 25 anos, que tem dois troféus de simples no currículo, e disputou sua primeira decisão em um torneio ATP 500.

Diretor do Rio Open comemora melhor edição em quatro anos de disputa

O diretor do Rio Open, Luiz Carvalho, recebeu avaliação muito positiva da ATP em relação à quarta edição do maior torneio de tênis da América do Sul. “O relatório da ATP foi bem positivo, eles disseram que foi a melhor edição do torneio. Os jogadores também elogiaram muito. As melhorias nos vestiários, os lugares onde ficavam, a mudança de horário para início das partidas 16h30 e um ambiente no clube muito especial, com todo mundo assistindo treino, aproveitando os shows e o Leblon Boulevard. Também elogiaram o comportamento do público e a quantidade de gente assistindo aos jogos”, contou.

Lui, como é conhecido, comemorou as mudanças positivas que o torneio trouxe para 2017. “Conseguimos cumprir com o que planejamos. Trouxemos dois top 10 pelo quarto ano, tivemos jogos de altíssimo nível, acho que melhor do que nos outros anos. Também foi positivo as novidades que trouxemos de entretenimento, com shows de música, além de todas as opções que oferecemos no Leblon Boulevard”.

CAMINHO DE THIEM PARA O TÍTULO:
1ª rodada – Janko Tipsarevic (SER) – 6/4 e 7/5
Oitavas – Dusan Lajovic (SER) – 6/4 e 6/4
Quartas – Diego Schwartzman (ARG) – 6/4 e 7/6 (1)
Semifinal – Albert Ramos Vionas (ESP) – 6/2 e 6/3
Final – Pablo Carreño Busta (ESP) – 7/5 e 6/4

RESULTADO FINAL DE SIMPLES:
Dominic Thiem (AUT) 2 x 0 Pablo Carreño Busta (ESP) – 7/5 e 6/4

CAMPEÕES CHAVE DE SIMPLES DO RIO OPEN:
2017 – Dominic Thiem (AUT)
2016 – Pablo Cuevas (URU)
2015 – David Ferrer (ESP)
2014 – Rafael Nadal (ESP)

CAMPEÕES CHAVE DE DUPLAS DO RIO OPEN:
2017 – Pablo Carreño Busta (ESP)/Pablo Cuevas (URU)
2016 – Juan Sebastian Cabal (COL)/Robert Farah (COL)
2015 – Philipp Oswaldo (AUT)/Martin Klizan (SVK)
2014 – Juan Sebastian Cabal (COL)/Robert Farah (COL)

RESULTADOS FINAL DE DUPLAS:
Pablo Carreño Busta (ESP)/Pablo Cuevas (URU) 2 x 1 Juan Sebastian Cabal (COL)/Robert Farah (COL) – 6/4, 5/7 e 10/8

DATA DO RIO OPEN 2018 – 19 a 25 de fevereiro

Camila Coimbra/Diana Gabanyi/Fernanda Villas Bôas/Lia Benthien

Deixe um comentário!

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter