Notícias
Entrevista
Editorial
Video
Seniors Brasil
Home » Notícias

John Powless conquista o 11º título da Copa Yone Borba Dias

Enviado por - 2 de dezembro de 2017 – 18:07Nenhum Comentário

Foto: G.G. Werneck

Segundo do ranking, boliviano leva o troféu nos 70 anos. Tenistas da Alemanha, Argentina, Peru, Áustria e Brasil levam demais troféus deste sábado. Torneio termina neste domingo com jogos largando às 8h

Cinco gaúchos vão brigar, neste domingo, pelo título do 32º Banco Agiplan Seniors Internacional de Tênis de Porto Alegre – Copa Yone Borba Dias na Associação Leopoldina Juvenil. O evento é o de maior pontuação (Graduação A) para o ranking mundial da Federação Internacional de Tênis e terá as decisões largando a partir das 8h com entrada gratuita. O torneio tem 260 atletas de 17 países com dois número 1 do mundo e 21 entre os dez melhores nas respectivas categorias.

Nos 45 anos, o octacampeão no tradicional torneio, o local Miguel Kelbert superou o forte calor e jogo apertado contra o terceiro favorito, o argentino Luis Gargiulio por 6/3 7/5. Kelbert decide o troféu contra o britânico Sebastian Jackson que virou batalha contra o chileno Gonzalo Ambiado por 5/7 6/3 6/3. Este é seu 13º ano no torneio e ele só perdeu quatro partidas em simples com títulos em 2016, 2015, 2011, 2010, 2009, 2008, 2007 e 2005.

“Estou em busca do nono título. Estava bem calor, tava confiante, tive que lutar bastante, se fosse para o terceiro set teria que ficar mais tempo sofrendo. Dei uma concentrada no final do segundo set para resolver. Ele joga bem, troca bastante bola, bola alta com spin, tentei acelerar para ele não gostar tanto, bolas mais baixas e curtas para tirá-lo do fundo e tirá-lo da zona do confronto”, disse o tenista.

Na categoria 50 anos do masculino a final será totalmente gaúcha entre Eurico Carvalho e Marcelo Krebs repetindo a decisão de 2016. Eurico suou no primeiro set, mas depois deslanchou para derrotar Hildebrando Filho por 6/4 6/0. Krebs passou por Marco Silva por um duplo 6/2.

Nos 55 anos o gaúcho Pedro Felice surpreendeu o segundo favorito, o italiano Marco Catelli, marcando 6/2 4/6 6/3 e enfrenta o favorito e sétimo do mundo, Ricardo Tomb, de São Paulo, que superou André Bohrer por 6/3 6/0.

A categoria 60 anos terá final brasileira entre Amadeu Façanha e Eduardo Izoldi. Façanha derrotou Roberto Calvet por 6/3 6/1 e Izoldi empatava com o colombiano-brasileiro Javier Restrepo em 4/4 quando Restrepo não suportou dores na perna esquerda e abandonou. Restrepo, que jogou por dez anos Copa Davis pela Colômbia e derrotou Mats Wilander em Roland Garros, chegou a colocar 4/1 no primeiro set quando passou a sentir os problemas físicos.

O domingo ainda reserva final para o gaúcho Matias Epifanio que encara Márcio Grobocopatel no 40 anos masculino.

Nos 65 anos do masculino final totalmente francesa entre o número dois do mundo, Bruno Renuolt e o atual vice-campeão, Alain Vaysset. Neste sábado foi entregue o troféu do título dos 85 anos ao americano John Powless, que revelou a lenda Arthur Ashe e deu o primeiro emprego a Nick Bolletieri.

Número 1 do mundo, paulista Simone Vasconcellos leva o troféu nos 50 anos. Boliviano Benavides fatura o troféu nos 70 – Foram definidos mais oito campeões em simples neste sábado.

O boliviano Ramiro Benavides, número dois do mundo, superou na final o segundo favorito Hayrton Ferreira por 6/3 5/1 e desistência. Ferreira sentiu uma fisgada na perna e abandonou: “Foi bom, bom jogo, ele é professor, joga bem, coloca bem a bola, a chave foi deixá-lo desconfortável para poder desgarrar no placar no segundo set. Muito bom sair com o título aqui, o torneio é muito bom, clube muito bom, hotel pertinho, podemos ir caminhando para cá, para o cinema, para o shopping”, disse o jogador que volta a conquistar a competição pela primeira vez desde 2014 com vice-campeonato em 2015 e semi na última temporada: “Ano passado fui semi na categoria 65 anos, agora sair com o título é excelente fico mais perto da briga pelo Nº 1 do mundo para o ano que vem”.

Benavides tem história no tênis. Defendeu seu país na Copa Davis sendo o segundo mais velho a ter disputado a competição com 56 anos de idade em 2003 e soma vitória em Florença, na Itália, sobre o então top 10, o italiano Adriano Pannata que no ano seguinte vinha a conquistar o torneio e em Roland Garros.

A número 1 do mundo dos 50 anos, a paulista Simone Vasconcellos, confirmou seu favoritismo e levantou seu 11º troféu derrotando a peruana Tita Zea com 6/0 6/2.

Nos 75 anos masculino, o alemão Klaus Klein, quinto do ranking, derrotou o italiano Giuseppe Vento por 3/6 6/1 6/1 e levantou o caneco. A festa foi em família pois sua esposa Alena Klein derrotou a brasileira Sandra Libman por 6/3 6/1 e ficou com a taça nos 70 feminino.

Nos 55 anos feminino a austríaca Shirley Friedl ficou com o troféu. Nos 35 feminino caneco para a argentina Silvina Delgado, nos 45F a peruana Carla Rodriguez, vice-líder do ranking, foi a campeã, nos 60F troféu para a brasileira Doris Mattar.

Resultados deste sábado (02/12):

Finais
75M – (1) Klaus Klein (ALE) 3/6 6/1 6/1 Giuseppe Vento (ITA)
70M – (1) Ramiro Benavides (BOL) 6/3 5/1 desistência (2) Hayrton Ferreira (BRA)
70F – (1) Alena Klein (ALE) 6/3 6/1 (2) Sandra Libman (BRA)
60F – (2) Doris Mattar (BRA) 6/3 6/2 (1) Rosangela Fritelli (BRA)
55F – (2) Shirley Riedl (AUT) 6/4 2/6 6/2 (1) Venus Aragão (BRA)
45F – (1) Carla Rodriguez (PER) 6/0 6/0 Maria Catello (BRA)
45F – Ana Flávia Peixoto (BRA) 6/0 6/3 (2) Idenir Medeiros (BRA) 6/0 6/3
35F – (1) Silvina Delgado (ARG) 6/1 6/0 Elen Costa (BRA)
75MD – Marcos Santos/Arnoni Schmidt (BRA) 2/6 6/3 10/4 (2) John Powless/Tibiriça Linhares (EUA/BRA)
70MD – Luiz Bonn/Johannes Muhelenburg (BRA/AUT) 6/2 6/2 Antero Bicca/Jose Ribeiro (BRA)
65FD – (1) Vera Klingsteiner/Doris Mattar (BRA) 6/3 6/1 Suzana Mentone/Lucia Rusu (BRA)
65MD – Quentey Maisey/Bruno Renoult (NZL/FRA) venceram por WO Fernando Doria/Pedro Doria (BRA)
60MD – Mauricio Castano/Eduardo Izoldi (BRA) venceram Roberto Calvet/Javier Restrepo (BRA)
55MD – Sergio Hansen/João Carlos Martinewski (BRA) venceram por WO (1) Philipp Seeman/Marco Catelli (NZL/ITA)
55FD – Shirley Friedl/Venus Aragão (AUT/BRA) 6/2 6/0 Cristina D´Almeida/Leonilda Stanziola (BRA)
45MD – Marcelo Maciel/Carlos Probst (BRA) venceu por WO Marcio Iorio/Jesus Rojas (BRA/MEX)
45FD – Eliana Santos/Tita Zea (BRA/PER) venceu por WO Jaqueline Kompinski/Mirka Frizzo (BRA)
40FD – Paula Camara/Silvina Delgado (BRA/ARG) 6/1 6/0 Mariana Keller/Maria Kreimer (BRA)

Semifinal
65M – (2) Alain Vasset (FRA) 7/6 (4) 1/6 6/2 (3) Galba Couto (BRA)
65M – (1) Bruno Renoult (FRA) 6/2 6/2 (4) Quentin Maisey (NZL)
60M – (1) Amadeu Façanha (BRA) 6/3 6/1 (3) Roberto Calvet (BRA)
60M – Eduardo Izoldi (BRA) 4/4 desistência Javier Restrepo (BRA)
55M – (1) Ricardo Tomb (BRA) 6/3 6/0 André Bohrer (BRA)
55M – Pedro Felice (BRA) 6/2 4/6 6/3 (2) Marco Catelli (ITA)
50M – (1) Eurico Carvalho (BRA) 6/4 6/0 (8) Hildebrando Filho (BRA)
50M – (2) Marcelo Krebs (BRA) 6/2 6/2 (3) Marco Silva (BRA)
45M – (8) Miguel Kelbert (BRA) 6/3 7/5 (3) Luis Gagiulio (ARG)
45M – (5) Sebastian Jackson (GBR) 5/7 6/3 6/3 (2) Gonzalo Ambiado (CHI)
35M – (2) Adelmo Evangelista (BRA) 6/4 6/1 Guilherme Lima (BRA)
35M – Mário Ventre (BRA) 7/5 6/1 Weslley Santos (BRA)

Programação Domingo: (03/12):

Quadra 1
9h – (1) Amadeu Façanha (BRA) x (2) Eduardo Izoldi (BRA) – M60
Não antes das 10h – (1) Eurico Carvalho (BRA) x (2) Marcelo Krebs (BRA) – M50
A Seguir – (8) Miguel Kelbert (BRA) x (5) Sebastian Jackson (GBR) – M45

Quadra 2
8h – (1) Bruno Renoult (FRA) x (2) Alain Vaysset (FRA) – M65
10h – (1) Ricardo Tomb (BRA) x Pedro Felice (BRA)
A Seguir – (2) Adelmo Evangelista (BRA) x Mário Ventre (BRA) – M35

Quadra 3
10h – (3) Matias Epifanio (BRA) x (2) Marcio Gropocopatel (BRA) – M40

Mais resultados, chaves e programação no site Seniors Brasil

O 32º Banco Agiplan Seniors Internacional de Tênis de Porto Alegre tem o patrocínio do Banco Agiplan e o co-patrocínio da Nex Group – A certeza do melhor negócio. O evento tem o apoio da NET Claro e Master Hotéis.  A organização é da PROTENIS PROMOÇÕES ESPORTIVAS e o evento tem a chancela da Federação Internacional de Tênis, Confederação Brasileira de Tênis, Federação Gaúcha de Tênis e é realizado na Associação Leopoldina Juvenil.

Fabrizio Gallas

Deixe um comentário!

  • RSS
  • Facebook
  • Twitter